Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Notícias

É conveniente para o cristão usar piercing e tatuagem?

Celso do Rozário Brasil Gonçalves – 2015.

É possível ser um cristão, seguir os ensinamentos bíblicos e, ao mesmo tempo, colocar piercing e/ou fazer uso de tatuagem? Essa é uma questão pouco discutida em nossa igreja. Então, convido você para analisar esse assunto, levando em consideração o ponto de vista bíblico e histórico. Muitos cristãos, principalmente, os jovens se perguntam: O que a Bíblia diz sobre piercing e tatuagem? Qual deve ser o posicionamento do cristão diante destes modismos? É possível um jovem, cujo desejo sincero é obedecer a Deus, colocar um piercing ou uma tatuagem – por exemplo – e manter-se fiel e obediente? Este é um assunto polêmico e sempre motivo de grande discussão no meio evangélico. Pode ou não pode? Convém ou não convém? É pecado ou não é? O SIMBOLISMO E OS PERIGOS DA TATUAGEM O Dicionário de Símbolos de J.E. Cirlot diz que "O simbolismo genérico engloba tatuagem e ornamentação como atividade cósmica, incluindo sentido sacrificial, místico e mágico.” Veja alguns pontos: 1. A tatuagem pode ser um sinal de propriedade e pacto místico No oriente (China, Japão), a tatuagem estava vinculada às divindades configuradas no símbolo. Os líbios tatuavam-se para a deusa Neit, os egípcios para Atargatis e na Síria para deuses diversos. "Na antiguidade, a tatuagem associava-se ao culto dos deuses-demoníacos e era praticada durante ritos dedicados por feiticeiros. O sangue que brotava das feridas, o qual, segundo criam, levava consigo os espíritos malignos." "Dá ideia de consagração." O pacto era feito para se incorporar a entidade do desenho: escorpião, demônios (I Coríntios 10.20-21) 2. A tatuagem pode identificar o grupo e ser usada como talismã. Na Polinésia identificava o clã e a hierarquia. Na Europa do séc. XVII ela passou a ser propagada pelos marujos como talismã, distinguindo-os dos demais. A máfia japonesa, Yakuza, surfistas, metaleiros, presidiários, fazem o mesmo. Os nazistas tatuavam judeus para ofenderem sua fé (I Coríntios 3.16-17; 6.19-20; I Tessalonicenses 5.5). 3. A tatuagem pode expressar anarquismo e rebeldia

2. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 2 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 A palavra “Tattoo”, propagada por James Cook, refere-se ao som dos ossos finos usados na aplicação da tatuagem. A máquina elétrica foi patenteada por Samuel O'Relly em 1891, em Nova York, e chegou ao Brasil em 1959. A onda atual que inclui o piercing vem dos hippies e punks e da influência do rock pesado. Essa herança comunica rebeldia a Deus, à família e às autoridades. Defende a liberdade sexual e a Nova Era (Efésios 5.6-13; I Tessalonicenses 5.22; Colossenses 3.17; 2.6). Observe o que a Palavra de Deus ensina: "Não façam cortes no corpo por causados mortos, nem tatuagens em si mesmos" (Levítico 19.28 - NVI - Nova Versão Internacional da Bíblia). "... E escrita de tatuagem não porei em vós" (Levítico 19.28 - A Torá -tradução judaica). “Quando chorarem a morte de alguém, não se cortem, nem façam marcas no corpo. Eu sou o Senhor.” (Levítico 19.28 – Nova Tradução na Linguagem de Hoje). Em Êxodo 21.6 perfurar a orelha simbolizava um pacto de escravidão. Roland de Vaux, ex- diretor da École Biblique de Jerusalém, diz: "As leis antigas da Mesopotâmia presumem que o escravo seja marcado, como uma rês, com uma tatuagem, um estigma feito com ferro em brasa ou ainda com unia etiqueta presa a seu corpo (Deuteronômio 15.17). ...Sinal de identidade. como as tatuagens dos cultos helenísticos." Será que Deus aprovaria algo que chega a mutilar o seu corpo (que é o templo do Espírito Santo)? Veja o alerta que a Bíblia faz em I Coríntios 3.16-17. Você sabia que a lei 9.828/97(SP) proíbe essa prática para menores e que A. La Vey, fundador da Igreja de Satanás, defendia a tatuagem e o piercing, por entender que são rejeitados em Levítico 19.28 e Deuteronômio 14.1-2? Para J.R. Stott "somos diferentes de tudo no mundo que não é cristão e esta contra-cultura cristã é a vida do Reino de Deus." Por fim, H.R. Niebuhr apresenta Cristo como o transformador da cultura. É VERDADE QUE A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS? Fausto Rocha responde, dizendo: “A voz do povo não é a voz de Deus" Foi o povo que gritou: Fora com este (Jesus). Crucifica-o! (Lucas 23.18-23) Não é porque bilhões de moscas visitam o lixo diariamente que você fará o mesmo. A realidade virtual explorada nos veículos culturais (TV, internet, cinema e a arte), comandada por inteligência artificial transformou-se na própria cultura. Ela dita a moda, valores e padrão de vida, que contrariam a vontade de Deus. PERFURAÇÃO COM PIERCING E TATUAGENS NO CORPO

3. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 3 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 Vários ex-satanistas afirmam que um dos principais sinais de uma sociedade estar adotando o satanismo é o aumento no número de pessoas que usam piercing e tatuagens. Em Deuteronômio 14.1 e Levítico 19.28, Deus proibiu a tatuagem, pois andava de mãos dadas com a adoração a Satanás entre os povos vizinhos de Israel naquele tempo. Deus proíbe a perfuração do corpo em Levítico 21.5, igualmente porque era parte do satanismo daquele tempo, e Deus não queria que o seu povo tivesse nada a ver com essas práticas ou outras manifestações físicas delas. Muitas das pessoas que trabalham na perfuração do corpo são satanistas praticantes e levam seu estoque de joias, pinos, brincos, etc. às reuniões do conciliábulo (assembleia secreta cujos desígnios são, sobretudo, malévolos) para que sejam amaldiçoados. Maldições específicas são colocadas em cada peça para que a pessoa que tiver seu corpo perfurado convide imediatamente demônios para si. Da mesma forma, muitas pessoas que trabalham como tatuadores também amaldiçoam seus instrumentos. Os jovens da igreja não sabem, por exemplo, que a tatuagem tinha (ou tem) os seguintes objetivos de: 1. Marcar o copo de um escravo com a marca do proprietário. 2. Marcar o corpo das prostitutas com o símbolo de um reino, governo ou estado. 3. Marcar o corpo da mulher adúltera. 4. Marcar o corpo dos participantes de uma seita tida como diabólica ou satânica, principalmente no Oriente (Japão, China), ou mulçumana. 5. Marcar o corpo de membros de uma gangue. 6. Marcar o corpo dos participantes de grupos esportistas, como no surfe, no futebol, no motociclismo, etc. 7. Marcar o corpo de príncipes de tribos beduínas, africanas e das ilhas do pacífico. 8. Modismo entre os emos, hippies, roqueiros e grupo de jovens. 9. Mais recentemente proliferado entre jovens de um modo geral. PIERCING - A BELEZA QUE APRISIONA O CORPO E O ESPÍRITO! Esse texto traz como tema principal o Piercing. Esta indumentária para o corpo surgiu na Índia há bastante tempo. Sua função é trazer mais um adorno, uma diferenciação, certa forma de beleza estética. Porém eles têm um significado diferente para cada parte do corpo. Todos os Piercings indianos são dedicados a deuses e/ou ídolos regionais e territoriais. A partir do momento que você coloca um Piercing em seu corpo você está sujeito a uma atuação demoníaca, mesmo que você não queira ou não saiba que isso vai acontecer. O diabo não está

4. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 4 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 nem um pouco interessado em saber qual é a sua intenção, ele não quer saber se você sabe ou não o significado do que você está fazendo; ele apenas usa suas artimanhas para se apoderar da sua vida.  O Piercing colocado no nariz significa DOMÍNIO e seu sentido no mundo espiritual é uma distorção do caráter e um direcionamento que causam rebeldia e uma autoconfiança muito exacerbada.  O Piercing nas sobrancelhas dá vazão para um APRISIONAMENTO DA MENTE, causando um bloqueio na mente de quem os usa. Para essas pessoas nada tem grande importância principalmente na vida espiritual.  O Piercing nas orelhas, muito comum, significa APRISIONAMENTOS EM ÁREAS ESPECÍFICAS do corpo, podendo ser bloqueio do sistema nervoso, sistema simpático e sistema parassimpático. As pessoas que os usam podem sofrer de problemas na coluna, útero, alterações de libido e personalidade e, também, alterações genitais.  Um dos piercings que estão mais na “moda” é colocado no umbigo. Este está na área destinada a ALIMENTAÇÃO. Serve como um local de canalização de espíritos satânicos no corpo de quem os usa. Ele representa a exposição do corpo, visto que as pessoas que os usam gostam de deixá-los à mostra.  O Piercing nos lábios significa um DOMÍNIO NA FALA; assim como o que é colocado na gengiva. As pessoas que os usam estão propensas a ter insegurança nessa área, dificuldades para uma boa comunicação, etc. Seu significado na vida dessas pessoas é como de um cabresto e pode ser representado na forma de gagueira. A diferença entre colocado nos lábios e o que é colocado na gengiva, é que o segundo representa a LUXÚRIA.  O Piercing nos órgãos genitais traz como significa principal a PROSTITUIÇÃO. Ele pode causar um estímulo intra-uterino para atuação de espíritos nessa área causando esterilidade e outros problemas nas mulheres e, também, nos homens. Ele trás uma atuação na área da prostituição na vida das pessoas que o utilizam. Bem, significa que todas as pessoas que você vir com esses tipos de piercing estarão manifestando esses sintomas que foram ditos? Não, nem sempre. Mas digo que no mundo espiritual elas estão aprisionadas de alguma forma por essas marcas que elas carregam no corpo. Pois está escrito que "Não farão os sacerdotes calva na cabeça, e não raparão os cantos da barba, nem farão lacerações na sua carne." (Levíticos 21.5.) E também: "Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor." (Levíticos 19.28.) Está escrito claramente na Palavra do Senhor que qualquer tipo de marca ou laceração na pele, não agrada ao Senhor. Portanto, como piercing e tatuagens são marcas ou lacerações, podemos concluir que não agradam ao nosso Deus.

5. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 5 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 NÃO É PECADO… ENTÃO PODE? Calma lá, vamos devagar… O texto de I Coríntios 6.12 alerta: “Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém”. Nem tudo é conveniente para o cristão, mesmo não sendo pecado. Há que se usar o bom senso em cada situação. Por isso, a questão aqui discutida não é: “É pecado o cristão fazer tatuagem ou usar piercing?”, mas sim: “É CONVENIENTE para o cristão usar piercing ou fazer tatuagem?” Antes de responder a essa pergunta, cada um deve ter mente a posição que ocupa diante de Deus e do mundo. Biblicamente, o cristão é: (1)A luz do mundo e o sal da terra (Mateus 5.13-16; João 8.12); (2)Exemplo para o mundo (I Pedro 2.12; II Coríntios 8.21); (3)Filho de Deus, irrepreensível, sincero e Luzeiro no mundo (Filipenses 2.15); (4)Padrão de boas obras (Tito 2.7,8); (5)Santo (separado do mundo) (I Pedro 1.15,16); Longe de pretender colocar um ponto final a essa discussão, e tentando fugir de radicalismos (geralmente tão perigosos), creio que o [jovem] cristão que pensa em se utilizar de algum tipo de adorno que transforme permanentemente – ou não – o seu corpo, precisa antes ponderar séria e demoradamente sobre algumas questões: 1. Por que quero fazer isso no meu corpo? “… Quer vocês comam, bebam, ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para glória de Deus.” (I Coríntios 10.31) 2. Isto prejudicará outras pessoas? “… Façamos o bom propósito de não colocar pedra de tropeço ou obstáculo no caminho do irmão.” (Romanos 14.13) 3. Esta decisão viola de alguma maneira a autoridade dos seus pais, líderes espirituais ou governo? “Aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu” (Romanos 13.2) 4. Vai causar algum tipo de mal ao meu corpo? “O homem bom cuida bem de si mesmo, mas o cruel prejudica o seu corpo.” (Provérbios 11.27)

6. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 6 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 5. Vai deformar de alguma forma a minha dignidade humana? “Vivam de maneira digna da vocação que receberam.” (Efésios 4.1) 6. Apresenta alguma aparência do mal? “Fujam da aparência do mal.” (I Tessalonicenses 5.22) 7. A natureza da prática dá lugar à carne, envolve magia, ocultismo, idolatria, exploração ou malignidade? “Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus” (Colossenses 3.17) 8. Trará edificação ou a glória de Deus? “Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” (I Coríntios 6.20) 9. Posso testemunhar da minha fé enquanto faço isso? “Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.” (1 Pedro 3.15) 10. Minha consciência terá paz se eu fizer assim? “Combata o bom combate, mantendo a fé e a boa consciência…” (I Timóteo 1.18-19) Uma resposta honesta a cada uma dessas perguntas é o que deverá definir sua escolha. São questões pessoais e diretamente ligadas à consciência, personalidade, ambiente, cultura e visão de mundo de cada indivíduo. No Salmo 103:1 lemos: “Bendize ó minha alma ao Senhor, e tudo que há em mim bendiga o seu santo nome.” “Tudo o que há em mim”, isto é, tudo o que somos, tudo o que temos e o que carregamos em nós. Não devemos permitir que o mundo sem Deus determine o nosso modo de proceder. O que fazemos, relaciona-se com a prática do que cremos. Sendo, incoerente dissociar o crer do fazer. Pois, doutrina santa gera costume santo. Na igreja de Corinto estava acontecendo um fato lamentável.

7. É COVENIENTE PARA O CRISTÃO USAR PIERCING OU FAZER TATUAGEM? 7 Celso do Rozário Brasil Gonçalves - 2015 Os irmãos que vieram para Jesus não queriam cortar a sua relação com o passado, com o mundo. Tanto que na Segunda Carta, Paulo retoma, de uma forma bem clara, o assunto da carnalidade e do mundanismo. Veja o que está escrito em II Coríntios, capítulo 6, verso 17: “Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei.” O problema daqueles irmãos é que eles não queriam se afastar das coisas impuras, das coisas do passado, das coisas do mundo. Lembre-se: A vida cristã é uma separação, e o cristão é alguém S-E-P-A-R-A-D-O das coisas do mundo. A própria palavra “Igreja” (“Eclésia”, que significa “os chamados”, “os separados”) denota essa separação. Tem de haver diferença “entre o justo e o ímpio, entre o que serve a Deus, e aquele que não serve a Deus”. (Malaquias 3.18). Mas os irmãos de Corinto e alguns irmãos da nossa Igreja não queriam se SEPARAR. Que pena!!!

Fonte: www.guiame.com.br

Contato

Av. Pref. Samuel Batista Cruz, 1945
Centro - Linhares - ES
CEP: 29.900-115
27 3151-1977

Redes Sociais

FACEBOOK
YOUTUBE
FLICKR